junho 2009


Leia o Artigo do Fôlego de Morte e assista o vídeo abaixo e deixe o Espírito Santo falar contigo. (mais…)

vaso_quebrado2Outro dia lendo uma de minhas anotações, uma frase se destacou: “Sustentar meu fôlego de morte”. Na sequência estava anotado minha interpretação: “No dia anterior renovei meus votos de entrega do “eu” fazendo a escolha de morrer para mim e viver para o Senhor”. Obviamente que estava anotado para ser lido novamente. Entendo o Espírito falando: Você precisar morrer mais e de novo.

O trocadilho “fôlego de morte” vem do fato que nossa tendência é sobreviver a todos percausos que a vida cristã nos conduz. Me parece que apesar do maior exemplo, todo sofrimento, entrega e morte de Jesus, permanece mais teórico que prático. Não queremos morrer. Toda nossa essência carnal batalha diariamente para não morrer. Há implicações nesta morte carnal. O Espírito quer proporcionar a todos filhos de Deus níveis profundos de revelação do alto, que somente virão, com excelência, em vasos de barro.

“Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós”. 2 Coríntios 4:7 (mais…)

fidelidadeA castidade é a menos popular das virtudes cristãs. Porém, não existe escapatória. A regra cristã é clara: “Ou o casamento, com fidelidade completa ao cônjuge, ou a abstinência total.” Isso é tão difícil de aceitar, e tão contrário a nossos instintos, que das duas, uma: ou o cristianismo está errado ou o nosso instinto sexual, tal como é hoje em dia, se encontra deturpado. E claro que, sendo cristão, penso que foi o instinto que se deturpou. (…)

Dizem que o sexo se tornou um problema grave porque não se falava sobre o assunto. Nos últimos vinte anos, não foi isso que aconteceu. Todo o dia se fala sobre o assunto, mas ele continua sendo um problema. Se o silêncio fosse a causa do problema, a conversa seria a solução. Mas não foi. Acho que é exatamente o contrário. Acredito que a raça humana só passou a tratar do tema com discrição porque ele já tinha se tornado um problema. (mais…)