divorcioInfelizmente, nos dias de hoje é normal vermos crentes casando e se divorciando, como se faz no mundo, vejo pessoas que até em nosso meio se dizem fazer parte de uma geração de profetas mas se entregam ao divórcio, adultério e paixões ilícitas. Sei que talvez mexerei com algumas estruturas e  meus amigos que são ou estão se divorciando que me perdoem; mas não vou calar meus lábios para alertá -los do risco, pecado e até da maldição que isso traz.

Vou fazer uma pergunta: Por quanto tempo deve- se manter um casamento?

“Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas, se ele morrer, ela está livre da lei do marido.”
(Romanos 7:2)

Aqui é claro que vemos Deus ensinando que o casamento deve se manter até a morte. Casar-se é algo muito sério, é quase que uma decisão sem volta. Biblicamente existe somente uma condição para o divórcio: em Mateus 5:32 “Eu, porém, vos digo que todo aquele que repudia sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, a faz adúltera; e quem casar com a repudiada, comete adultério.” Somente no caso de infidelidade ou como diz em outras traduções “relações sexuais ilícitas” há uma abertura para o divórcio, mas vale a pena ressaltar que DEUS NÃO SE AGRADA DO DIVÓRCIO!

O casamento é a união de um homem e uma mulher ao ponto de serem “UM SÓ”. Temos que ter o temor que isso é serio! Em Malaquias 2:14-16 diz assim:

“Todavia perguntais: Por que? Porque o Senhor tem sido testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, para com a qual procedeste deslealmente sendo ela a tua companheira e a mulher da tua aliança. E não fez ele somente um, ainda que lhe sobejava espírito? E por que somente um? Não é que buscava descendência piedosa? Portanto guardai-vos em vosso espírito, e que ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade. Pois eu detesto o divórcio, diz o Senhor Deus de Israel, e aquele que cobre de violência o seu vestido; portanto cuidai de vós mesmos, diz o Senhor dos exércitos; e não sejais infiéis.”

Sabendo que Deus não se agrada do divórcio por que nós que dizemos que amamos a Deus sobre todas as coisas iríamos fazer algo que desagradá Lo? Desagradaríamos o nosso Pai somente para atender uma paixão carnal ? Não seria talvez pecado desagradar o Coração do Pai?

Já ouvi a seguinte frase: AHH, mas meu marido não é cristão ou minha esposa não está na mesma visão, e isso traz problemas em meu casamento, não dá certo! etc, etc, etc…

“Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher incrédula, e ela consente em habitar com ele, não se separe dela. E se alguma mulher tem marido incrédulo, e ele consente em habitar com ela, não se separe dele. Porque o marido incrédulo é santificado pela mulher, e a mulher incrédula é santificada pelo marido crente; de outro modo, os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos.”
(1 Coríntios 7:12-14)

Creio que não preciso falar mais nada, não é?? mesmo seu cônjuge não sendo da mesma fé que você, mas se a AMA e há amor entre ambas  as partes, que isso não seja motivo de divórcio. Sempre veremos na palavra espaço e referências para reconciliação e perdão.
Já pensou se nosso Noivo Jesus buscasse se divorciar de sua Noiva cada vez que ela pecasse contra ele ?
Se somos filhos de Deus temos que buscar os padrões de Deus e de seu Reino para nossa vida, se o mundo diz se separe e não tenha misericórdia, Deus diz Perdoe e busque reconciliação, pois é assim que EU faço com você !!

Que Venhamos a buscar os padrões do Reino de Deus !!

Na geração profética não há lugar para aceitação do divórcio e do adultério !!

Para questões pessoais – ouça o Espírito Santo !!

obs: Sei que há muitas interpretações e pensamento a cerca do 2º casamento, por isso não entro nesse detalhe para não gerar polêmica, mas o que podemos concordar é que DEUS ABOMINA O DIVÓRCIO E AMA O PERDÃO E RECONCILIAÇÃO!

Com Amor !!

Leo Marivil
web: kolshofar.wordpress.com

Anúncios