Quem Deus diz que eu sou?

“Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo;
pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.”
Rm 10:9-10

Como aprendemos, nossa boca reflete o que está em nosso coração, e o apóstolo Paulo, conhecendo bem esse princípio, deixou bem claro o que é preciso para adquirir a salvação em Cristo. Confessar com a BOCA e crer com o CORAÇÃO. Um não funciona sem o outro. Se eu não crer, o que sair da minha boca não será verdadeiro, por outro lado, não adianta eu crer e nunca confessar a Jesus como meu salvador. Existe uma necessidade cumprirmos essa palavra em sua totalidade.

Se fizemos o que os versículos acima nos afirmam, então podemos dizer que somos salvos. Sendo salvos, recebemos de Deus uma nova identidade, a de Filho de Deus.

Vejamos o que a palavra diz Romanos 8, versículos 14 à 17.

“Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.
Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba, Pai!
O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus;
e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.”

Então Deus nos diz, através dos versículos acima que:

  • Somos filhos
  • Somos livres
  • Somos herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo

Somos Filhos

Repare que a palavra afirma em João 3:16 que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho UNIGÊNITO, para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna.” Isso significa que antes, Jesus era o único filho de Deus! UNIGÊNITO significa “filho único”.

Mas, depois, Jesus já não é mais colocado como unigênito e sim como primogênito, ou seja, primeiro filho. “Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele (Jesus) seja o primogênito entre muitos irmãos.” (Rm 8:29) Muita gente entra em grandes conflitos quando se fala desse versículo por causa da palavra “predestinou”, que segundo o dicionário predestinar significa: “Dar um destino antes”. Dentro desse contexto, muita gente pensa que Deus previamente escolheu quais pessoas deveriam ser salvas e, conseqüentemente, serem feitas filhos de Deus.

Se entendermos o plano inicial de Deus quanto a criação do homem, entenderemos, então, o que Paulo quer dizer com predestinar.

Deus, quando criou o homem, o criou com o desejo de ter comunhão com ele. A Bíblia diz em Gênesis que Deus passeava no Jardim do Éden na viração do dia. Não havia pecado sobre a terra até então, o homem era santo, pois Deus o tinha feito assim. Deus tinha comunhão com o homem, conversava com ele face-a-face. Mas, por causa do pecado, o homem foi separado de Deus, pois Deus é santo e o homem, por causa do pecado, não era mais. Mas Deus enviou Jesus para reatar os laços entre Deus e o homem através de sua morte e ressurreição. Você vê? O pré-destino do homem não era ser salvo, o pré-destino do homem era habitar com Deus, ter relacionamento direto com Deus, sem a separação por causa do pecado, porque não era para existir o pecado no homem!

Portanto, quando a palavra diz sobre predestinação, ela está falando sobre o plano inicial de Deus. Fomos criados com o propósito de estarmos com o nosso criador, hoje, o nosso PAI!

Pois, se crermos em Jesus e confessarmos a Ele como salvador, somos salvos. Sendo salvos assumimos uma nova identidade: a de Filho de Deus. Você pode até me perguntar: Isso quer dizer que nem todos são filhos de Deus? É exatamente isso que a Palavra de Deus nos afirma. “Mas todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no seu nome.” (Jo 1:12) Se somos FEITOS filhos Deus, quer dizer que antes não éramos filhos, mas agora somos.

Repare que aqui não diz, todos quantos o receberam são filhos de Deus, mas “deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus”. Porque você acha que Deus nos deixou isso tão bem afirmado. Muitas pessoas pensam que nosso relacionamento com Deus se baseia somente no dia em que confessamos a Jesus como nosso salvador. Mas Jesus deixou bem claro sua posição quanto a pregação do evangelho na parábola do semeador, ou seja, nem todos que recebem a palavra de salvação, vão crescer e se tornar árvores frutíferas. Nem todos vão ser feitos filhos de Deus. Jesus também disse: “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.” (Jo 14:21) e também: “Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai.” (Jo 14:12)

Daqui tiramos algumas lições importantes quanto a ser filho de Deus. Somos filhos se guardamos os mandamento de Jesus, se andamos nos mesmos passos que Ele, se fazemos as mesmas obras. Cabe aqui você parar e refletir o quanto você é parecido com Jesus, em seu caráter e em suas atitudes. Pois, afinal, nossas atitudes refletem até se realmente somos filhos de Deus.

“Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.” (Rm 8:14) Se você não se sente sendo guiado pelo Espírito de Deus, então qual é o espírito que tem te guiado?

Talvez, na sua reflexão, o seu espírito realmente testifique que você é filho de Deus, mas você não tem assumido sua identidade de filho de Deus. Talvez, não. De qualquer forma, esse é o momento perfeito para você parar o que está fazendo, se arrepender, confessar e se acertar com Deus, pois Deus tem muito a fazer através dos seus filhos que sabem que são filhos e agem como tais.

Somos Livres

Paulo também está nos ensinando que quando recebemos a Cristo, recebemos também o Espírito Santo, que não é um espírito de escravidão, mas um espírito de adoção, e por esse espírito clamamos: “Aba, Pai”, que significa: “papai” ou “paizinho”. O Espírito de Deus que habita em nós também testifica com o nosso espírito que SOMOS FILHOS DE DEUS.

O diabo veio para nos aprisionar. Ele conseguiu isso quando fez o homem pecar lá no Éden. Mas através de Cristo, nos foi dada a oportunidade de vivermos uma vida em LIBERDADE!

Olha o que Paulo diz no capítulo seis do livro de Romanos.

1. “Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que abunde a graça?
2. De modo nenhum. Nós, que já morremos para o pecado, como viveremos ainda nele?
3. Ou, porventura, ignorais que todos quantos fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte?
4. Fomos, pois, sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.
5. Porque, se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição;
6. sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado.
7. Pois quem está morto está justificado do pecado.
8. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos,
9. sabendo que, tendo Cristo ressurgido dentre os mortos, já não morre mais; a morte não mais tem domínio sobre ele.
10. Pois quanto a ter morrido, de uma vez por todas morreu para o pecado, mas quanto a viver, vive para Deus.
11. Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus.
12. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências;
13. nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado como instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como redivivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.
14. Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.
15. Pois quê? Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum.
16. Não sabeis que daquele a quem vos apresentais como servos para lhe obedecer, sois servos desse mesmo a quem obedeceis, seja do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?
17. Mas graças a Deus que, embora tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues;
18. e libertos do pecado, fostes feitos servos da justiça.
19. Falo como homem, por causa da fraqueza da vossa carne. Pois assim como apresentastes os vossos membros como servos da impureza e da iniqüidade para iniqüidade, assim apresentai agora os vossos membros como servos da justiça para santificação.
20. Porque, quando éreis servos do pecado, estáveis livres em relação à justiça.
21. E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? pois o fim delas é a morte.
22. Mas agora, libertos do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna.
23. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.”
Romanos 6:2, 3, 6-23

Fomos libertados, certo? Isso significa que antes não éramos livres, mas escravos. Escravos do que? Do pecado. Vamos colocar alguns pontos aqui citados por Paulo que vão ajudá-lo compreender melhor o capítulo seis da carta aos romanos.

Primeiro, antes éramos escravos e oferecíamos nossos membros ao pecado como instrumentos de injustiça. O pecado, então, reinava sobre nossa vida. Afinal somos servos daquele a quem obedecemos (ver. 16).

Segundo, se fomos batizados na semelhança da morte de Cristo, quando descemos as águas, somos então sepultados na semelhança da morte d’Ele e quando saímos das águas, saímos na semelhança da sua ressurreição. Já no último versículo diz que “o salário do pecado é a morte…”, e no versículo 7 diz: “Pois quem está morto está justificado do pecado.”

Então, se eu morri com Cristo e fui justificado por sua morte, então o pecado NÃO PODE MAIS REINAR EM MINHA VIDA, “a morte não terá mais domínio sobre ele” (versículo 9). Sendo assim, só vai haver reinado do pecado na minha vida se eu apresentar meus membros ao pecado como instrumentos de injustiça, ou seja, se eu escolher, se eu quiser (versículos 12 e 13).

“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”
Jo 8:36

Somos herdeiros de Deus e
co-herdeiros com Cristo

Certo, sabemos que somos herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, o que significa que dividiremos com ele a herança, correto? Mas qual é a herança que nos aguarda?

Você se lembra quais sobre os pilares do império das trevas que eu falei no artigo anterior?

  • Matar
  • Roubar
  • Destruir

Bem, como o diabo imita Deus em tudo, até no império dele ele quis colocar pilares. Mas olha a direfença entre os pilares.

Esses são os pilares do Reino dos Céus.

  • JUSTIÇA
  • PAZ
  • ALEGRIA NO ESPÍRITO SANTO

O Reino de Deus ainda não está estabelecido sobre a terra. Você pode dizer: como assim? Claro que está! Mas eu te respondo fazendo algumas perguntas.

Na sua cidade:

  • Tem roubo?
  • Tem morte?
  • Tem destruição?

Então, qual reino que está estabelecido na sua cidade? No Brasil?

Mas quando o Reino de Deus vier, então o herdaremos com Cristo. Viveremos com Ele no seu reinado.

Sabe, creio que precisamos também esclarecer outros pontos quanto ao Reino de Deus. Eu cresci aprendendo que eu estava aqui de passagem. Que eu iria para o céu. O céu era o meu lugar. Correto? Você também já ouviu isso?

Bem, vejamos o que a Bíblia nos diz quanto ao Reino de Deus.

Primeiro, Jesus diz na oração do Pai Nosso:

“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; VENHA o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.”
Mateus 6:9-13

Repare que Jesus não diz, leva-nos ao Teu Reino. Há uma forte e clara vontade de Deus que nós desejemos e clamemos para que o seu Reino venha! Jesus nos mandou pedir por isso, foi a única oração que Jesus deixou relatado a nós. Havia um designo, um propósito para tal oração. Ela não foi feita em vão! Isso que dizer que não devemos desejar ir para o céu, indo contra a oração de Jesus, mas desejar que o Reino de Deus venha sobre a terra.

Segundo, em Apocalipse 21:2, 3 e 10 diz asssim:

2. “E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que DESCIA DO CÉU da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo.
3. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus ESTÁ COM os homens, pois COM ELES habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará COM ELES.
10. E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que DESCIA do céu da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo.”

Vejamos algumas colocações que saíram daquele que está assentado no trono. Primeiro João diz que a nova Jerusalém DESCIA DO CÉU da parte de Deus. Então a Nova Jerusalém não sobe ao céu, mas desce dele. Depois ouve-se uma voz vinda do trono que diz que o tabernáculo de Deus ESTÁ COM os homens. Então nós não vamos ir para o tabernáculo d’Ele. Afinal, Ele disse que o tabernáculo está com os homens e não que os homens estão “conosco” no tabernáculo. E mais, Ele diz que o tabernáculo de Deus ESTÁ COM os homens e COM ELES habitará, e não os homens habitarão conosco.

Está dando pra ver a diferença? Jesus vai vir com a nova Jerusalém e com seu tabernáculo pra cá e aqui estabelecer o seu Reinado, afinal, “eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará COM ELES.” E olhando nessa última parte do versículo três, vemos que ele não diz: os homens estarão com Deus, mas “DEUS ESTARÁ COM eles (os homens).”

Isso é maravilhoso! Deus habitando entre os homens. Fazendo dessa nossa terra, novo céu e nova terra! Ele mesmo vindo habitar aqui…estabelecendo o seu reinado. Não sei como exatamente isso acontecerá, de fato há várias interpretações para essa situação, mas o fato é que estaremos com Ele e Ele conosco…e isso é o que mais importa!

E a nossa herança? REINAR COM ELE!

Se você lê tudo isso e conhece a Cristo, mas está vivendo uma vida inferior daquela que Deus reservou para ti como filho, eu te encorajo a fechar a porta de seu quarto e conversar com Deus, se arrepender e confessar seus pecados. Mude suas atitudes e aja como um filho de Deus, andando nos mesmos passos de Jesus.

Se você lê tudo isso, não conhece a Jesus, mas sente em seu peito um queimar da parte de Deus, não resista, entregue a sua vida a Cristo. Aceite e viva em direção ao destino que ele quis dar a você desde antes da criação do mundo, a de ser FILHO DE DEUS!

Jander Pires

Anúncios